Dívida do Palmeiras com Leila dispara e torcedores arrebentam com a presidenta

0

No início desta semana, o Conselho de Orientação Fiscal (COF) do Palmeiras divulgou o balanço do mês de junho e os números preocuparam os torcedores. As despesas foram 78% acima do previsto no orçamento. O Alviverde teve um déficit de R$ 45 milhões e precisou adiantar R$ 30 milhões em receitas de patrocínio da Crefisa previstas para 2023.

A dívida e os juros junto à patrocinadora foram os principais motivos das críticas dos palestrinos nas redes sociais, que não pouparam nas declarações direcionadas a Leila Pereira, presidente do clube.

De acordo com o ‘Uol’, o Palestra pode diminuir essa dívida com a empresa aos poucos e não corre riscos quanto a isso. Porém, os palmeirenses entendem que o clube está sendo prejudicado.

“Como o Palmeiras aceita isso. A mulher está simplesmente emprestando dinheiro da Crefisa a juros astronômicos apenas para endividar o clube. Se colocar no papel, o Palmeiras já pagou mais de meio bilhão à Crefisa. A torcida precisa fazer algo”, disse um dos torcedores nas redes sociais.

Dono da Crefisa se arrependeu de emprestar dinheiro ao Palmeiras

José Roberto Lamacchia, dono da patrocinadora do Verdão e marido de Leila, revelou um arrependimento em ter ajudado o clube na contratação de alguns jogadores, como Miguel Borja, Alejandro Guerra e Deyverson. Ao todo, foram investidos R$ 170 milhões na aquisição e manutenção de atletas.

Esses empréstimos eram lançados como propriedades de marketing e, por isso, a Crefisa foi multada em R$ 30 milhões pela receita federal.

Além disso, o empresário revelou que a empresa já investiu mais de R$ 1 bilhão no Alviverde entre patrocínio e prêmios.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.