Torcida se irrita e elege culpado por “burrada” do Verdão

0

O Verdão venderá o atacante Gabriel Veron ao Porto, de Portugal. A negociação está avançada e faltam apenas detalhes para se concretizar o pagamento de 10 milhões de euros (R$ 55,7 milhões) pelo jogador de 19 anos. Os valores, porém, são considerados baixos para os torcedores palmeirenses, que elegeram um culpado por isso: Anderson Barros.

Os palestrinos entendem que o clube praticamente doou uma de suas maiores revelações recentes. Para se ter uma ideia, o atleta tinha uma multa rescisória fixada em 60 milhões de euros, que equivalem a aproximadamente R$ 333 milhões.

E quem tem sido apontado como vilão dessa história é Barros, responsável, dentre outras atividades, pelas contratações e vendas dos jogadores no Palmeiras.

Em comparação com outros talentos negociados pelo Alviverde em outras gestões, por exemplo, a venda de Gabriel é considerada quase um fracasso. 

Por Fernando, jovem da base que jogou apenas 45 minutos pelo profissional, o clube recebeu 5,5 milhões de euros (cerca de R$ 24 milhões na época). Outro talento que pouco foi utilizado, mas foi bem vendido foi Luan Candido, que rendeu 8 milhões de euros (R$ 34 milhões) aos cofres do Palestra.

O diretor de futebol passou de elogiado – era chamado de “Magic Barros”-, após as primeiras conquistas pelo clube, a um mau gestor para os torcedores. Uma das principais reclamações dos torcedores é a falta de contratações de peso por parte do dirigente.

Abel Ferreira não gostou da venda feita pelo Verdão

O sentimento da torcida alviverde em relação a transferência de Veron para o Porto é parecido com o de Abel.

O treinador não esperava perder o atacante neste momento. Além disso, acreditava que o mercado português poderia pagar mais ao adquiri-lo.

Abel, inclusive, chegou a declarar há um tempo atrás que o Palmeiras não deveria liberar o camisa 27 por uma quantia menor que o Santos vendeu Neymar ao Barcelona.

Na ocasião, o Barça pagou 57 milhões de euros por Neymar.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.