Time italiano faz consulta, pode tirar zagueiro do Verdão e resolver problema

0

O Verdão pode perder o zagueiro Benjamin Kuscevic para a Sampdoria, da Itália, na próxima janela de transferências. Segundo o jornal italiano ‘La Gazzetta dello Sport’, a direção alviverde acenou positivamente e está aberta a negociar. Caso venda o chileno, o Palmeiras pode resolver um problema do atual elenco.

De acordo com o que foi noticiado, o Palestra aceita negociar o jogador e definiu os valores da transferência. Para liberá-lo, o clube não aceita menos que € 2,5 milhões (cerca de R$ 13,8 milhões).

O Alviverde detém 50% dos direitos econômicos de Kuscevic, que possui contrato até 2025. Em 2020, foram pagos US$ 1,5 milhão de dólares (R$ 8,5 milhões) para contratá-lo da Universidad Católica, do Chile. 

A Católica, que tem a outra metade dos direitos do zagueiro de 26 anos, já acenou positivamente e concordou com os valores definidos pelo Palmeiras.

Na atual temporada, o chileno disputou 12 jogos, sendo 11 deles como titular, e deu uma assistência. Com nove vitórias e três empates, não perdeu em 2022.

Verdão garantiu permanência de Kuscevic, mas saída resolveria problema

Anteriormente, os rumores apontavam um interesse da Fiorentina no jogador. Diante de uma possível saída, Anderson Barros, diretor de futebol, descartou qualquer possibilidade de algum atleta deixar o clube.

No entanto, a transferência do chileno resolveria um problema do Palmeiras. Atualmente, o plantel alviverde conta com seis jogadores estrangeiros: Gómez, Piquerez, Kuscevic, Atuesta, Merentiel e López. Um a mais do que o permitido no futebol brasileiro. Por aqui, apenas cinco atletas gringos podem ser relacionados para as partidas.

Dessa forma, como há no plantel um jogador a mais que o determinado, Abel Ferreira precisa deixar um de fora a cada jogo. A saída de um deles resolveria essa questão.

Enfim, se gostou do conteúdo não deixe de acessar com frequência o Portal do Palmeirense e nos seguir no Instagram.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.