Desprezou o Palmeiras e acabou ficando desempregado

0

Aos 37 anos, o meia-atacante Thiago Neves, que quebrou um acordo que tinha com o Palmeiras em 2007, está sem clube. Desde que deixou o Sport, na temporada passada, na qual contribuiu para o rebaixamento do time recifense, não encontra outra equipe para atuar.

No Rubro-Negro nordestino, a passagem foi marcada novamente pelo extracampo. As várias polêmicas fora dos gramados e o desempenho ruim dentro das quatro linhas fizeram com que o torcedor do Leão não sentisse saudades do atleta.

Da mesma forma havia sido o período final do meia com a camisa do Cruzeiro. Em Belo Horizonte ele é apontado como um dos protagonistas do ano desastroso de 2019, no qual contribuiu para o rebaixamento do clube para a segunda divisão do Campeonato Brasileiro.

Desde que deixou o time mineiro, entrou em campo em 60 oportunidades e balançou as redes apenas nove vezes. Teve uma breve passagem pelo Grêmio, antes de ir para o Sport, e foi rejeitado pela torcida do Atlético-MG quando esteve próximo de reforçar o Galo, em 2020.

Thiago Neves não honrou acordo com o Palmeiras

Quando atuava pelo Fluminense, em 2007, o jogador assinou um pré-contrato com o Verdão para jogar no Palestra Itália na temporada seguinte. No entanto, não cumpriu com o acerto que havia feito com o clube e resolveu permanecer nas Laranjeiras.

“Já disse várias vezes que quero e vou jogar aqui (no Fluminense), não preciso dizer de novo. O negócio com o Palmeiras já está resolvido, para mim. Se a Justiça entender que eu tenho de pagar por alguma coisa, eu pago. O dinheiro que eu ganho, eu guardo, não gasto”, declarou o atleta na época.

O meia ficou no time carioca, mas acabou não rendendo o esperado. Foi vice-campeão da Libertadores e negociado com o Hamburgo, da Alemanha, pouco tempo depois.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.