Abel Ferreira fica furioso com decisão de Leila Pereira e esquenta os bastidores

0

O técnico Abel Ferreira não gostou da decisão da presidente Leila Pereira de vender Gabriel Veron ao Porto, de Portugal. Segundo o jornalista Danilo Lavieri, do ‘Uol’, o treinador discordou da negociação e fez várias ressalvas. A mandatária, porém, conseguiu convencer o lusitano.

Abel não esperava perder o atacante após recuperá-lo depois do polêmico episódio da balada, ocorrido recentemente. O técnico confiou no jogador e via nele uma vontade de superar essa questão. Além disso, acreditava que o mercado português poderia pagar mais ao adquiri-lo.

Leila e a diretoria, no entanto, argumentaram que Merentiel, López e Endrick poderiam suprir a perda do atleta que não se firmou no time principal. Ademais, disseram que para manter as principais peças do elenco, o Alviverde precisava fazer caixa.

Por fim, o extra-campo do jogador de 19 anos pesou na decisão final de negociá-lo com o Porto. Esse, dentre outros fatores, fizeram o clube diminuir as expectativas e aceitar um valor baixo.

Palmeiras aceitou vender Veron por um preço baixo, e Abel Ferreira queria mais

O Verdão está perto de concretizar a venda de Veron para o Porto. Os ‘Dragões’ pagarão 10 milhões de euros (aproximadamente R$ 55 milhões) pelo atacante, sendo 80% do valor destinado aos cofres do Palestra. 

Nos próximos dias, o jogador viajará para a Europa para realizar exames médicos e assinar o contrato.

Os valores envolvidos na negociação, no entanto, frustraram as expectativas de muitos palmeirenses. Isso porque o clube praticamente cedeu a promessa das categorias de base que tinha uma multa rescisória de 60 milhões de euros (R$ 333 milhões).

Abel Ferreira, por exemplo, chegou a declarar há um tempo atrás que o Palmeiras não deveria liberar o camisa 27 por uma quantia menor que o Santos vendeu Neymar ao Barcelona.

Na ocasião, o Barça pagou 57 milhões de euros por Neymar.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.