Justiça recebe 243 mil e libera jogador do Palmeiras; novidades do caso

0

O zagueiro do Palmeiras, Renan Victor, conduzia seu carro e acabou se chocando com um motoqueiro. Com isso, o motorista da moto de 38 anos, acabou falecendo no local.

Então, o zagueiro palmeirense foi conduzido à delegacia e se recusou a fazer o teste do bafômetro. Dessa forma, acabou sendo indiciado por homicídio culposo, sem intenção de matar.

Primeiramente, o atleta foi preso. Mas, conseguiu pagar uma fiança de R$ 242 mil e irá responder ao processo em liberdade. O Bragantino, time onde ele estava emprestado, anunciou que rescindiu o contrato.

Segundo rumores, o Palmeiras também pensa em rescindir com o atleta. Mas, ainda estuda uma maneira para fazer isso, pois possui contrato até 2025 com Renan.

A única manifestação do jogador sobre o caso foi feita por meio da empresa que administra a sua carreira e pode ser visualizada a seguir.

“A Web Soccer, empresa que gerencia a carreira do atleta Renan Victor, vem por meio desta declaração se pronunciar em nome do atleta.

Estamos todos abalados e consternados com o ocorrido, e reafirmamos que Renan prestará todo o auxílio aos familiares da vítima, bem como seguirá disponível para as autoridades, colaborando com o necessário.

Uma vez mais lamentamos o ocorrido e enviamos nossos sentimentos aos familiares da vítima”.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.