Verdão quase deu Rony e mais jogadores por atleta defenestrado do Grêmio

0

O Verdão quase fez uma loucura e negociou quatro jogadores em troca do meia-atacante Jean Pyerre, em 2020. Na época, Vanderlei Luxemburgo estava no comando da equipe e teria pedido a contratação do atleta que defendia as cores do Grêmio.

Para concretizar o desejo do então treinador, a diretoria alviverde estaria disposta a oferecer o atacante Rony, os meias Raphael Veiga e Gustavo Scarpa, e o lateral-esquerdo Diogo Barbosa, segundo informação do jornalista Jorge Nicola.

Ainda uma promessa àquela altura, os gaúchos acreditavam que Jean estava avaliado em aproximadamente 20 milhões de euros (cerca de 128 milhões de reais na época), e acabaram recusando a investida – para a sorte do Palmeiras.

Verdade seja dita, nenhum dos jogadores citados da parte do Verdão tinham demonstrado toda a sua capacidade no Allianz Parque. Muito pelo contrário, eram todos frequentemente criticados e contestados.

Mas, tampouco o gremista mostrava uma consistência que justificasse tamanho investimento. Tanto que hoje sequer é titular no Avaí.

Depois, todos foram potencializados sob os cuidados de Abel Ferreira e entraram para a história do Palestra colecionando títulos, com a exceção de Diogo Barbosa, que foi negociado com o próprio Grêmio.

De renegados à ídolos do Verdão

Juntos, Rony, Veiga e Scarpa ergueram as taças da Copa Libertadores (2020 e 2021), Campeonato Paulista (2020 e 2022), Copa do Brasil (2020), Recopa Sul-Americana (2022).

“Rústico” e Raphael são atualmente os dois maiores artilheiros do clube na história da Liberta.

Os três se tornaram grandes nomes da instituição no século 21, fazendo parte de uma das eras mais importantes de um dos maiores times do mundo.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.