Torcida comparece, quebra recorde, mas Palmeiras manda mal

0

A torcida do Palmeiras fez o seu papel na noite desta quinta-feira (14), mas não foi o suficiente para o time se classificar na Copa do Brasil. Ao todo, 41.361 pessoas presenciaram a eliminação do Verdão, nos pênaltis, para o rival São Paulo. Foi o maior público da história do estádio, inaugurado em 2014.

Foram 105 palmeirenses a mais que o recorde anterior. Em 2018, no triunfo de 3 a 0 contra o Vitória, pelo Campeonato Brasileiro, o Alviverde tinha lotado a casa com 41.256 torcedores.

Desta forma, o clube supera também o recorde de público do Allianz nesta temporada. A melhor marca havia sido no dia 5 de junho, no empate sem gols contra o Atlético-MG, pelo Brasileirão: 40.235.

O Choque-Rei foi o sexto jogo seguido em 2022 com mais de 30 mil pessoas na casa alviverde.

Palmeiras desclassificado na Copa do Brasil

Com a força dos palmeirenses, os comandados de Abel Ferreira iniciaram a partida como haviam feito no segundo jogo da final do Paulistão. Durante os 15 primeiros minutos de jogo, o São Paulo não sabia o que fazer em campo.

Aos 10 minutos, Piquerez aproveitou passe de Gabriel Veron na entrada da área e fez 1 a 0. Três minutos depois, uma aula de contra-ataque. Após bola recuperada no meio de campo, Dudu acionou Raphael Veiga, que finalizou no canto direito de Jandrei: 2 a 0.

A desvantagem de 1 a 0 estava desfeita e o Verdão garantia a classificação. O time dominou o primeiro tempo e poderia ter feito mais.

No segundo tempo, aos 24 minutos, Veiga perdeu pênalti e tudo mudou. No lance seguinte, pênalti para o São Paulo e gol de Luciano. O placar agregado, 2 a 2, levou a decisão para as penalidades.

Veiga e Wesley perderam para o Verdão e o Palestra foi eliminado nas oitavas de final da Copa do Brasil.

Agora, o Palmeiras volta as atenções para o Brasileirão. Na segunda-feira (18), às 20h, o adversário é o Cuiabá, no mesmo Allianz, pela 17ª rodada.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.