Quanto Palmeiras pode faturar com nova liga Libra?

0

Nesta semana foi dado um grande passo para a criação da nova Liga brasileira, a LIBRA, como seria chamada. Durante uma reunião em um hotel em São Paulo, com representantes da maioria dos clubes das séries A e B do Campeonato Brasileiro, 6 clubes da série A já assinaram um documento que prevê a criação de uma liga para organizar a competição.

O Palmeiras foi um dos times que assinou o documento. Inclusive, Leila Pereira comentou sobre as vantagens da proposta. “Tenho convicção de que a criação da LIBRA representa um marco na gestão do futebol nacional. Com os clubes unidos e trabalhando em conjunto, vamos potencializar as nossas receitas e oferecer aos torcedores um espetáculo de primeiro nível” afirmou a presidente.

Na proposta a BTG Pactual desembolsaria 1 bilhão de dólares anuais, cerca de R$ 5 bilhões, entre os clubes participantes da Liga. A divisão dos valores entre os clubes seria da seguinte maneira: 40% de forma igual entre os participantes da Libra, 30% por premiação e posição, e os 30% restantes pela audiência dos clubes durante o campeonato.

Palmeiras é favorável à Libra

No total, 6 clubes da primeira divisão, incluindo os 5 representantes paulistas na série A, assinaram o documento. Bragantino, Corinthians, Flamengo, Palmeiras, Santos e São Paulo. O Cruzeiro e a Ponte Preta, que estão na Série B, também assinaram o documento, se mostrando favoráveis à novidade.

América-MG, Athletico Paranaense, Atlético-GO, Atlético-MG, Avaí, Ceará, Coritiba, Cuiabá, Fortaleza, Goiás e Juventude. Esses são os clubes que já se manifestaram contra diversos quesitos apontados no documento apresentado nesta semana. O quesito audiência, no mínimo, deverá ser analisado novamente para dar valores finais ao contrato. Alguns times ainda se mostram neutros ao conteúdo apresentado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.