Neto debocha de negócio feito pelo Verdão “Quem vendeu mal foi o Corinthians

0

O apresentador Neto usou as redes sociais para criticar a venda de Gabriel Veron realizada pelo Palmeiras. No entendimento do ex-jogador corintiano, os 10 milhões de euros (R$ 55,7 milhões) acertados pelo Alviverde configuram um mau negócio e usou exemplo do time de Itaquera para evidenciar.

10 milhões de euros? Um jogador como o Gabriel Veron… o Palmeiras achar que foi um bom negócio isso?! Vocês tão de brincadeira comigo. 10 milhões de euros? Nossa, que coisa. Parabéns pela venda, hein! Uma venda magnifica. Quem vendeu mal foi o Corinthians, né? O João Victor por 8 (milhões de euros). Parabéns, Duílio!”, disparou no Instagram.

Ao vender João Victor para o Benfica, de Portugal, o Corinthians embolsou 8 milhões de euros (R$ 44 milhões na cotação atual) pelos 55% dos direitos econômicos que tinha do atleta. Um zagueiro de 23 anos.

Em 2020, o clube havia vendido o meia-atacante Pedrinho, então com 21 anos, ao mesmo Benfica, por 20 milhões de euros (cerca de R$ 93 milhões na época da negociação e aproximadamente R$ 109 milhões na cotação atual).

Neto tem razão? Palmeirenses acham que sim

Da venda de 10 milhões de euros (aproximadamente R$ 55,7 milhões) de Veron, o Verdão ficará com cerca de 80% do valor. Sendo assim, R$ 44 milhões irão direto para os cofres do clube, que manterá 10% dos direitos econômicos do atleta.

No entanto, os palestrinos entendem que o Alviverde praticamente doou uma de suas maiores revelações recentes. Para se ter uma ideia, o atleta tinha uma multa rescisória fixada em 60 milhões de euros, que equivalem a aproximadamente R$ 333 milhões.

Aos 19 anos, Gabriel Veron foi um fenômeno na base e eleito melhor jogador do Mundial Sub-17, em 2019. Esses fatores – os quais os jogadores do rival citados anteriormente não possuíam – influenciam muito na venda das jovens promessas.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.