Jornalista se arrepende de crítica descabida ao Verdão e se desculpa

0

O jornalista Luis Augusto Símon, o Menon, se desculpou com o Verdão após texto publicado que irritou os palmeirenses. Em suas palavras, o colunista do ‘UOL’ deu a entender que o clube possuía semelhanças com o presidente Jair Bolsonaro. Porém, disse que houve um mal entendido.

“Mesmo sem intenção, eu estava dizendo que ambos – a entidade e o presidente – são iguais. Uma associação que “caiu no colo da torcida” quando o presidente se declarou palmeirense. Uma associação que ele e muitos outros lutam para ser erradicada”, publicou Menon.

Na sequência, o jornalista tratou de negar que tenha feito tal comparação e assumiu o erro de escrita de sua parte.

“Quero deixar claro que nunca fiz essa relação. E, se ela foi entendida assim, ou eu escrevi mal ou as pessoas entenderam mal. A culpa, no caso, deve ser imputada a quem escreve. Não vejo nada de semelhante entre Palmeiras e Jair Messias”, complementou.

O que havia dito Menon sobre o Verdão

No último domingo (31), Menon escreveu um texto em sua coluna no ‘UOL’ com o título “Palmeiras e Abel, como Jair, tentam construir uma narrativa perigosa”. Na publicação, o jornalista criticou o clube e o técnico, comparando a atitude de ambos com as do atual presidente da república.

“O Palmeiras e Abel reduzem o problema. Insinuam um complô contra o Palmeiras. Ineficiente complô, que não consegue impedir títulos e favoritismo do Palmeiras. Parecem aquele candidato que, depois de ser eleito sete vezes pela urna eletrônica, agora, quando tem uma dura eleição pela frente, coloca o sistema em dúvida”, escreveu o jornalista.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.