Jogador do Palmeiras abre o jogo após ser acusado de bater na namorada grávida

0

Um novo escândalo envolvendo um jogador da base do Palmeiras tomou a internet nos últimos dias. Em suma, o zagueiro Michel, de 19 anos, que atua no time sub-20 do Verdão, havia sido acusado de agredir sua ex-namorada, que estava grávida.

O jogador decidiu se manifestar sobre o ocorrido e deu a sua versão da história. O mesmo afirma não ter agredido a mulher. Além disso, revelou que teria recebido ameaças da mesma.

“NOTA DE ESCLARECIMENTO: PARTE 1
Em virtude do que tem sido divulgado em alguns veículos de comunicação, decidi me manifestar para prestar alguns esclarecimentos do caso que estou envolvido.
Iniciei um relacionamento com a Aritiane e depois de um ano terminamos. Após o término, a minha ex-namorada não aceitou e começou um processo de me chantagear, pedindo dinheiro, compra de apartamento e outros itens de valor. Diante da minha negativa, ela começou a ameaçar de diversas formas, inclusive de levar à imprensa notícias que não condizem com a realidade. A mãe dela sabe disso, quando me disse que iria procurar a imprensa dizendo “contar que ela havia sido vítima de violência doméstica” se eu não reatasse o relacionamento com a filha dela.
Em um dia fui atuar num jogo, e quando voltei, meu apartamento estava todo revirado, destruído, com minhas roupas cortadas, já que a deixei ficar no local, sem nenhum problema. Os pais dela estavam presentes e me disseram que ela estava fora de si, descontrolada. Tenho fotos disso e o boletim de ocorrência do ocorrido.
Depois disso, a polícia científica esteve no meu apartamento e realizou um levantamento pericial no local. A perícia oficial constatou que não houve nenhum tipo de agressão ou lesão corporal contra minha ex-namorada. Pelo contrário, alguns objetos foram levados sem a minha permissão. Tenho vídeos que comprovam essa ação”, publicou Michel.

“NOTA DE ESCLARECIMENTO: PARTE 2
O caso está na justiça. Tenho registros de B.O, fotos e prints das ameaças feitas por ela, e inclusive através de pessoas utilizando números desconhecidos. Não cometi nenhuma agressão. Afinal, quem procuraria uma delegacia para registrar um boletim de ocorrência logo após ter cometido um crime de tamanha gravidade? Estou com a consciência tranquila e em paz.
A suposta vítima tem uma medida protetiva contra mim e, no entanto, continuou enviando mensagens com ameaças de me expor na mídia como tem feito. Peço a todos que não julguem antes de saber a verdade e o caso ser esclarecido.
Sempre aceitei esta gravidez, e vou tratar ela e minha filha da melhor forma possível. Não me furtarei das minhas responsabilidades de pai. Irei fornecer todo suporte financeiro, educação, presença, amor, carinho e todas as condições que forem necessárias a eles, sem nenhum tipo de problema.
Agora, cabe a mim aguardar o desfecho judicial e seguir com a consciência tranquila o desenrolar dos fatos e reestabelecimento da verdade e justiça”, completou Michel.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.