Ídolo do Palmeiras declara apoio a Bolsonaro e gera polêmica

0

As eleições são no final do ano e as polêmicas envolvendo as posições políticas de jogadores e ex-jogadores já começaram. Com isso, ídolo da história do Palmeiras declarou apoio ao presidente Jair Bolsonaro em uma publicação em suas redes sociais, causando polêmicas.

Marcos, goleiro histórico do Palmeiras, fez uma publicação recordando a conquista do quinto título mundial do Brasil, em que ele participou, onde o goleiro aparece com a bandeira do Brasil. Até aí parecia simplesmente um post comemorando o título, mas na legenda Marcos escreveu “Jamais será vermelha”, fazendo alusão de oposição ao espectro político da esquerda.

Com isso se instaurou uma polêmica, e o ex-goleiro do Palmeiras e da Seleção Brasileira fez questão de responder alguns comentários contrários à sua manifestação, mas sem citar o nome de Jair Bolsonaro em nenhum deles.

Aquele povo que os governadores e os prefeitos trancaram em casa para morrer de fome porque foram taxados de serviços não essenciais, e que o único que se preocupou com eles foi o presidente? Você esqueceu, mas eu lembro. Não vou na favela e nem em nenhum lugar para fazer o povo pensar igual a mim, deixo o povo com suas escolhas e eu faço as minhas”, escreveu o ex-goleiro do Palmeiras.

Apoiou o fique em casa e a economia a gente vê depois? Então não seja hipócrita, que é feio! Se manda trabalhar é genocida, se fica em casa é inflação. Amigo, coisa básica, até eu que não tenho o 2º grau sei dessas p…”, acrescentou.

Marcos separa seu posicionamento do Palmeiras

Apesar de ser visto como grande ídolo da história do Palestra, Marcos fez questão de desassociar seu posicionamento político do clube, dizendo que era só “um simples eleitor”. O ex-jogador ainda aproveitou para dizer que era “meio diferente da Anitta”.

Minhas posições políticas não representam o Verdão, que é de todos, eu sou só um simples eleitor como vocês, é que os valores que eu acredito não são representados pela esquerda, sou meio diferente da Anitta, por exemplo”, declarou.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.