Gustavo Gómez pode virar brasileiro? Entenda essa história do Verdão

0

A naturalização de Gustavo Gómez ou de algum dos estrangeiros do elenco seria uma solução para o Palmeiras. Atualmente, há seis “greengos” no grupo de jogadores, um a mais do que a legislação brasileira permite por partida. No entanto, com o capitão essa possibilidade está descartada, segundo o jornalista Jorge Nicola.

“Fui checar essa história com um dirigente do Palmeiras e a resposta que veio é impossível que Gómez se naturalize. Isso porque, no Paraguai, a dupla cidadania não é permitida. Dessa maneira, para virar brasileiro, ele precisaria renunciar a cidadania paraguaia, o que o impediria de jogar pela seleção de seu país. Algo fora de cogitação”, disse Nicola.

No Brasil, há um limite de cinco atletas de fora do país que podem ser relacionados para os jogos. Assim, Abel Ferreira terá que deixar um dos seis estrangeiros do Verdão de fora das partidas.

“O Gómez segue paraguaio e o Palmeiras precisará fazer um rodízio entre os atletas gringos a partir de 18 de julho, quando Merentiel e ‘Flaco’ López serão inscritos”, finalizou.

Gustavo Gómez é um dos “greengos” mais importantes da história Palmeiras

Com a vitória no Choque-Rei, na última segunda-feira (20), Gómez igualou o compatriota Arce em número de vitórias pelo Palmeiras, ambos possuem 115 triunfos. Agora, Gustavo é o segundo estrangeiro que mais venceu pelo clube, só fica atrás de Jorge Valdívia, que tem 122 vitórias. 

Além disso, o gol de número 23 alçou o camisa 15 ao posto de terceiro maior zagueiro artilheiro da história do Verdão. O defensor ultrapassou Vágner Bacharel, que tem 22 tentos, e se isolou na terceira posição do ranking. 

Só Loschiavo, com 32 gols, e Luís Pereira, com 36, balançaram mais as redes adversárias que o paraguaio.

Enfim, se gostou do conteúdo não deixe de acessar com frequência o Portal do Palmeirense e nos seguir no Instagram.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.