Centroavante revela porque recusou o acertar com o Palmeiras

0

Revelado nas categorias de base do Palmeiras, o centroavante Fernando poderia ter retornado ao clube que o formou, mas preferiu permanecer na Europa. Na época jogador do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, o atleta de 23 anos poderia ter voltado por empréstimo em virtude da guerra, porém um regresso ficará para o futuro.

“Nós tivemos conversas com meus empresários, mas não teve um avanço grande. Claro que eu queria voltar, mas eu sentia que agora não era o momento. Como eu já estava vivendo uma fase boa aqui na Europa, as coisas estavam começando a fluir, eu falei não”, disse à TNT Sports.

Embora tenha atuado pela equipe principal apenas duas vezes, os laços de Fernando com o Verdão são fortes. O atacante revelou que segue acompanhando o clube e projetou um reencontro com o torcedor palestrino mais à frente.

“Depois quero voltar, como muitos jogadores fazem. Mostrar o que mostrei pouco, muito mais na base do que no profissional. Lá na frente, se tudo der certo, volto pra mostrar o Fernando pra torcida”, finalizou.

Palmeiras vendeu a joia da base em 2018

Grande aposta da base, o centroavante despertava interesse de clubes de fora sem mesmo pisar em campo pelo profissional. Em 2018, a diretoria alviverde resolveu vendê-lo para o Shakhtar.

Para contratá-lo, o time ucraniano desembolsou 5,5 milhões de euros (cerca de R$ 24 milhões na época), sendo aproximadamente R$ 21,6 milhões para o Palestra.

Pensando em uma venda futura, o Verdão manteve 10% dos direitos do atleta, então com 19 anos, 15% da mais-valia, além do mecanismo de solidariedade da Fifa.

Assim, com a transferência do atacante para o Red Bull Salzburg, em abril de 2022, o clube recebeu 675 mil euros (R$ 3,4 milhões na cotação da época) dos 6 milhões de euros (R$ 30,10 milhões) totais da negociação.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.