Abel Ferreira revela ter levado bronca da própria filha por atitude

0

O treinador do Palmeiras, apesar da grande quantidade de títulos e do sucesso recente que vem conquistando, não tem muito boa fama nos gramados. Abel Ferreira já é conhecido por ser explosivo durante as partidas, sendo incisivo em suas reclamações com a arbitragem, o que já gerou até mesmo um “puxão de orelha”, da própria filha.

Durante a a Bienal do Livro, em São Paulo, o treinador participou de um estande para falar sobre seu livro, “Cabeça Fria, Coração Quente”, e acabou abrindo um pouco mais sobre a relação com as filhas, e que recebeu uma bronca pelas atitudes dentro dos gramados.

“Apesar das pessoas acharem que eu sou um cara bruto, eu sou o cara com o coração mais mole do mundo. Só que eu me transformo quando o árbitro apita, não sei explicar. Minha filha disse: ‘vai ver o que você fez que não é exemplo para ninguém’. Vou para casa, vejo o vídeo e fico com vergonha de mim mesmo”, conta Abel Ferreira.

Abel Ferreira é líder em cartões no Brasil

O jeito explosivo com que Abel Ferreira reclama da arbitragem já representou um grande problema para o treinador, os cartões amarelos. De acordo com um levantamento do ge, de junho, o técnico português tinha uma média de 0,23 cartões recebidos por jogo, maior que a de muitos zagueiros “pit bulls” por aí.

Apesar de tudo, o comandante do Palestra segue se destacando e acumulando recordes pelo time. O técnico Abel Ferreira foi mais um palmeirense a alcançar marca pessoal após a goleada do Verdão sobre o Cerro Porteño, por 5 a 0, na Libertadores.

O técnico português chegou ao 25º jogo no comando do Verdão no torneio e igualou Vanderlei Luxemburgo. Agora, o lusitano só não dirigiu mais vezes o Alviverde na Liberta que Luiz Felipe Scolari. Campeão da primeira taça do clube na Copa, em 1999, Felipão esteve à frente do banco de reservas em 43 partidas.

- Publicidade -

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.